Gearbest APP

Homens e Deuses

Dessa vez, o Assunto da Vez fugiu do padrão e dos blockbusters e foi para a premiere de um filme sobre monges massacrados.

Um filme tranquilo, com cenas que nos faz sentir dentro de um mosteiro, refletindo boa parte do tempo, vendo e sentindo a natureza.

Só de falar em filme sobre missionários eu já me assusto, pois provavelmente a história seria um amontoado de críticas ao catolicismo, com doses de comportamento imoral e  charlatanismo (tipo Código da Vince), ou seria um filme religioso e, talvez, chato, por se tratar da vida de monges.

Mas aí é que está a surpresa: o filme, baseado em fatos reais, mostrando o dia a dia de 8 monges, consegue ser tão tranquilo como olhar para uma cachoeira e ao mesmo tempo tenso, como assistir ao documentário de 11 de setembro. O nosso peito vai apertando,  pois apesar da calmaria do filme, você sabe que algo vai acontecer a qualquer momento e você quer saber o que será, qual será o fim.

Enfim, o filme é espetacular. Mas atenção: esse filme definitivamente não é um filme de ação. Não espere cenas surpreendentes, de romance, de comédia, de suspense… Aliás, não espere nada. Assista ao filme sem expectativas e saia surpreendido.

Sobre o filme,  só direi que a história se passa em 1996, durante uma guerra cívil na Argélia, onde um governo corrupto luta contra terroristas. No meio disso tudo, 8 monges decidem largar tudo para trás, para ajudar como podem um vilarejo. Eles convivem com dificuldades e precisam tomar decisões importantes para sobreviverem. O pior é quando sua vida está em risco pela missão, mas você começa a duvidar da própria missão, do seu próprio destino e propósito de vida.

Qual é o destino da nossa vida? O que fazer quando em nome de Deus, você vê as pessoas fazendo o mal aos outros com felicidade e, em nome de Deus, você se encontra no meio desse ambiente terrorista para fazer o bem? E se você não ouve mais a voz de Deuz, o que fazer nessa hora?

Ai ai… se eu lesse esse texto eu ficaria com a impressão de que o filme é realmente chato. Mas como eu assisti ao filme, eu te digo que ele é uma bela obra de arte. Uma história bonita, como o dos filmes o Pianista e a Vida é bela. Mostra a verdadeira essência do islamismo e da vida desses monges, que muitas vezes só é retratada com negatividade, e nunca pela beleza desse ato de martírio e despojamento.

Espero que você leitor, tenha a oportunidade de assistir e compartlilhar aqui nesse espaço se foi só eu mesmo que fiquei admirado com o filme ou se é uma opinião generalizada.

[xrr rating=”5/5″ display_as=”stars_fraction”]

Homens e Deuses Trailer Legendado

Nota dos leitores, aproveite e vote você também: [rate]

Deixe uma resposta